Corpo de professor de jiu-jítsu é velado com homenagens de alunos

RIO – Pelo menos 200 pessoas entre alunos, amigos e familiares acompanham o velório do professor de jiu-jítsu Jean Rodrigo Aldrovande, de 39 anos, morto com um tiro na cabeça na tarde da última terça-feira, no Complexo do Alemão. O enterro está marcado para esta tarde no cemitério de Inhaúma, na Zona Norte.

Alunos foram vestidos com quimonos e levaram medalhas Rafael Soares / Agência O Globo

Alunos do Maneco Team, academia onde de Jean desempenhava um projeto social, usam quimonos e carregam medalhas que conquistaram em campeonatos. O grupo entregou à viúva uma faixa preta, maior grau da modalidade. O professor era uma graduação anterior, faixa marrom.

— Eu não preciso falar muito sobre quem ele era. É só olhar a quantidade de pessoas que veio ao enterro. Alunos de várias outras academias vieram. Ele era mais que um professor, era um pai. Foi uma pessoa muito amada — afirmou a viúva, Andreia Rios.

As crianças também levaram bolas brancas com pedido de paz.

PMs fizeram disparos no local da morte

PMs lotados nas Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) do Complexo do Alemão fizeram disparos no local onde o professor de jiu-jítsu Jean Rodrigo Aldrovande, de 39 anos, foi morto com um tiro na cabeça na tarde desta terça-feira. A Polícia Militar alega que houve uma perseguição com tiroteio na esquina onde fica localizada a sede do projeto social onde o professor dava aula.

Source: http://oglobo.globo.com/rss.xml?completo=true

Loading...