Após escândalo de doping, Rússia volta ao movimento paraolímpico

O IPC (Comitê Paraolímpico Internacional), presidido pelo brasileiro Andrew Parsons,  adiantou que decidiu levantar condicionalmente a suspensão imposta ao RPC (Comitê Paraolímpico Russo), em agosto de 2016, por violações às normas antidoping. Essa posição será formalizada até 15 de março e deverá vigorar até dezembro de 2022.
Leia mais (02/12/2019 – 02h00)
Source: http://feeds.folha.uol.com.br/emcimadahora/rss091.xml

Loading...