Abrolhos: Pressão dos ambientalistas surte efeito, e áreas na Bahia não atraem interessados 

RIO – A pressão dos ambientalistas com Abrolhos surtiu efeito. Nenhuma petroleira quis correr o risco e arrematar uma das sete áreas das bacias de Camamu-Almada e Jacuípe, no litoral da Bahia. Também não houve ofertas pelas áreas da bacia de Pernambuco-Paraíba.

Nos corredores do leilão, a análise geral das petroleiras é que as bacias no entorno da Bahia apresentam muitos riscos ambientais. As companhias querem evitar o caso envolvendo os campos obtidos pela francesa Total no Foz do Amazonas, em 2011, que até hoje não iniciou a exploração das áreas e deve abandonar o projeto.

A preocupação dos ambientalistas é que as áreas ofertadas pela ANP e Ibama carecem de estudos ambientais, ja que a região é rota de migração das baleias. Por outro lado, ANP destacou, antes do leilão, que as áreas ofertadas foram avalizadas previamente pelo Ibama.

Source: http://oglobo.globo.com/rss.xml?completo=true

Loading...