Abelhas monitoradas em tempo real: tecnologia garante produção de mel


Aplicativos fazem monitoramento de colmeias e abelhas utilizando inteligência artificial para preservar a espécie O sumiço das abelhas ou desaparecimento de colmeias inteiras ainda intriga biólogos e cientistas ao redor do mundo. O que era um mistério que assombrava a biodiversidade virou desafio nas mãos de pesquisadores catarinenses. E o avanço da tecnologia veio para ajudar nesse serviço, com sensores de monitoramento em tempo real espalhados em diferentes pontos, gerando informação online. O monitoramento das abelhas utiliza a tecnologia do Agro 4.0 para acompanhar as colmeias e garantir o futuro da espécie.
O alerta dos biólogos e agrônomos é que o desaparecimento de abelhas afeta diretamente a produção de alimentos. De acordo com especialistas no assunto, cerca de 70% das culturas agrícolas do Brasil dependem, de alguma forma, das abelhas na polinização.
Abelhas
Epagri
Santa Catarina tem colmeias monitoradas
As abelhas e o mel de Santa Catarina, que já foi eleito cinco vezes o melhor mel do mundo, agora têm um aliado tecnológico: uma plataforma digital de monitoramento abelhas que fornece informações em tempo real. O APIS ON LINE é a primeira plataforma digital totalmente desenvolvida pela Epagri/Ciram de Santa Catarina e faz parte de um projeto de pesquisa para coleta, processamento e difusão de informações sobre abelhas.
Abelhas
Epagri
A plataforma é uma ferramenta interativa, por meio da qual os interessados podem interagir e acompanhar as informações na web, inclusive o peso das colmeias.
— Essas informações são disponibilizadas no site Apis On-Line a cada hora via sinal de celular com valores da máxima, mínima, média e instantânea. Com base nesses dados e previsão do tempo, os apicultores cadastrados receberão por e-mail boletins e alertas com informações técnicas estratégicas de apicultura para o planejamento e manejo de acordo com as condições climáticas e épocas do ano — destaca o engenheiro agrônomo da Divisão de Estudos Apicolas da Epagri, Rodrigo Cunha.
Cunha explica que o site também pode servir de subsídio para diversas pesquisas na área, como a influência das condições meteorológicas na produtividade de mel e na mortalidade das abelhas; em que condições as pragas e doenças se desenvolvem; o consumo de alimento; produção de mel de cada florada, entre outros dados.
As seis estações foram instaladas em diferentes regiões agroecológicas do Estado, nos seguintes municípios: Araranguá, Caçador, Joinville, Mafra, São Joaquim e São Miguel do Oeste.
As informações captadas pelos sensores, balanças e painéis são enviadas para um banco de dados de hora em hora, e essas informações alimentam o sistema que gera boletins, que podem ser acessados ou enviados aos produtores de mel e pesquisadores cadastrados.
— O produtor cadastrado recebe os alertas e informações relevantes, como provisão de períodos de chuva prolongados ou onde o produtor vai ter que alimentar a colônia — comenta o engenheiro agrônomo.
As informações sobre umidade e temperatura podem, ainda, auxiliar na avaliação da incidência de doenças na colônia.
— O grande diferencial da plataforma é o item “monitoramento”. Lá estão disponíveis as informações coletadas nas estações agrometeorológicas de monitoramento de colmeias, que estão equipadas com sensores dentro de colmeias e fora delas. Ali são coletados dados de temperatura e umidade interna da colmeia, peso da colmeia, precipitação, molhamento foliar (orvalho), temperatura e umidade do ar fora da colmeia — completa Cunha.
Informações disponibilizadas no Apis on line
• Avisos e alertas de condições favoráveis para o desenvolvimento de pragas e doenças, bem como práticas de manejo conforme as condições climáticas e épocas do ano;
• Lista de plantas com potencial apícola no Estado com descrição;
• Calendário floral e mapeamento das principais plantas de interesse para as abelhas por região em Santa Catarina;
• Banco de dados das florações das plantas com potencial apícola nas diferentes regiões do estado;
• Gráficos para acompanhamento das colmeias monitoradas;
• Cadastro com dados dos apicultores, associações, fornecedores e entrepostos de Santa Catarina
Papel das abelhas
Por ser mais utilizada, a abelha do gênero apis é a mais ameaçada por vírus, bactérias, pesticidas, fungos e desnutrição são alguns dos fatores que tornaram os insetos mais sensíveis. Por isso monitorar chuvas, floradas e ganho de peso nas colmeias é fundamental, afirmam os responsáveis pelo projeto.
Clovis Rossi, do projeto Vertical Agro da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), destaca ainda que um dos avanços da internet das coisas e da tecnologia da informação é a coleta de dados em tempo real, via sensores e o uso de informações para rápida tomada de decisão.
— Tecnologia da informação em plataformas digitais e monitoramento em tempo real que geram informações precisas e podem ser acessadas de qualquer computador ou smartphone. Com isso, o produtor pode tomar decisões e medidas para minimizar perdas e aumentar a produtividade — destaca Rossi.
Aplicativo A.B.E.L.H.A desperta curiosidade
No estado de São Paulo, o uso de aplicativos em salas de aula tem colaborado para o conhecimento sobre a vida das abelhas. De acordo com os idealizadores do aplicativo A.B.E.L.H.A, desenvolvido pela Associação Brasileira de Estudo das Abelhas, que reúne informações científicas sobre abelhas e outros polinizadores de forma didática e prática, a ferramenta pode ser usada como fonte de consulta ágil para alunos e professores.
— Nosso objetivo é tornar mais fácil o acesso ao conteúdo técnico-científico e assim contribuir para conscientizar sobre a importância da conservação de abelhas e outros polinizadores no Brasil — afirma Ana Assad, diretora executiva da A.B.E.L.H.A.
app ABELHA
abelha.org.br
O aplicativo, inicialmente para celulares e tablets com o sistema operacional Android, oferece conteúdo organizado por temas em ícones:
Abelhas – trata de aspectos de anatomia, origem, organização e comportamento. Também apresenta um catálogo com as principais abelhas presentes no Brasil.
Mel & Cia. – aborda a criação de abelhas, aspectos sobre a produção de mel, própolis, cera e geleia real.
Polinização – explica o processo de polinização e reprodução das plantas, além de tratar da produção de alimentos e da dependência que muitas culturas agrícolas têm do serviço de polinização.
Conservação – traz informações sobre as principais ameaças às abelhas e também dá dicas de iniciativas simples para a conservação dos polinizadores, inclusive nas grandes cidades.
Biblioteca – reúne os livros e vídeos produzidos pela A.B.E.L.H.A.
Mídias sociais – permite conectar com os canais da A.B.E.L.H.A. no Facebook e Instagram.
O som das abelhas
Um aplicativo americano, o Bee Health Guru, pode ouvir o som das abelhas e diferenciar os sinais emitidos, se de alerta ou perigo. O app pode listar doenças das abelhas de acordo com o barulho que elas fazem.
A ideia surgiu depois de alguns apicultores americanos afirmarem que podiam deduzir a condição de suas abelhas pelo som que eles faziam. O aplicativo, que está em estágios finais de teste, usa uma forma de inteligência artificial para analisar o som que as abelhas estão fazendo e deduzir quais doenças ou ameaças estão sofrendo.
Os pesquisadores encontraram colônias que sofriam de um problema específico e gravaram o som das abelhas nesta colônia. Depois de montarem uma base de dados de sons em uma rede neural artificial, que é uma máquina que reconhece padrões, eles conseguiram chegar a algoritmos que podem associar o som das abelhas com os problemas das colmeias.
Com o aplicativo, o apicultor só precisa segurar seu smartphone perto da entrada da colmeia por 30 segundos, enquanto o aplicativo faz a análise do som das abelhas, que cursa a informação com uma lista de problemas de saúde.
Outro app americano, o Bee Alert, usa a geolocalização para registrar as mortes e perdas expressivas nos apiários. É uma ferramenta para os apicultores divulgarem informações como a intensidade e os locais do desaparecimento das abelhas. É possível ainda apontar as causas e prejuízos gerados.
Registro do som da abelha
kickstarter.com
Source: http://g1.globo.com/dynamo/sc/santa-catarina/rss2.xml

Loading...